Projetos: Você sabe priorizar?

O universo corporativo opera quase que totalmente por projetos. A abertura de uma filial é um projeto; a implementação de um novo sistema de gestão é um projeto; assim como a inauguração de um novo setor na empresa é um projeto.

Entre tantas iniciativas, como você pode determinar quais são prioritárias para sua empresa? É o que veremos no post de hoje!

Matriz GUT

A matriz GUT é uma das ferramentas mais simples para priorização de projetos. Você lista as iniciativas que devem ser feitas, classificando-as segundo três critérios: gravidade, urgência e tendência.
Geralmente, essa metodologia é utilizada para resolver problemas, por isso consideramos a gravidade. Se o projeto não for implementado, quais serão os impactos negativos?

A urgência está relacionada a quanto tempo a empresa pode esperar para ter o projeto implementado e a tendência é quanto o problema pode crescer caso o projeto não seja concretizado.
Mas, e se o projeto não for decorrente de um problema? Siga em frente com a leitura que já veremos!

Alinhamento entre projeto e objetivos da empresa

Um dos critérios para priorizar um projeto é verificar se ele está alinhado aos objetivos estratégicos da empresa. Se o seu objetivo no momento é aumentar a consciência de marca, será que a abertura de uma filial contribuiria para isso ou diluiria os esforços em fazer-se conhecido?

Boas ideias nascem a todo momento, mas nem todas podem ou precisam ser colocadas em prática de imediato. Antes de qualquer coisa, é necessário saber se a empresa tem real interesse na iniciativa e como se beneficiará dela.

Use um processo analítico de hierarquia

O método AHP (Analytic Hierarchy Process) é bastante utilizado na gestão de projetos porque serve de apoio para a tomada de decisões complexas. Você cria um quadro comparativo para compreender os benefícios e impactos de cada projeto, criando uma matriz.

Imagine cinco projetos: A, B, C, D e E. A comparação é feita da seguinte maneira:

A x B
A x C
A x D
A x E
B x C
B x D
B x E
C x D
C x E
D x E

Em cada uma dessas comparações, você determina qual projeto é mais importante. E assim chega à conclusão de quais devem ser priorizados e quais não.

Faça a análise de investimentos

Outro método bastante utilizado para priorizar projetos é a análise de investimentos, que ajuda a determinar qual é o potencial de retorno (ROI) de cada projeto ao longo do tempo.

Para fazer esse tipo de análise, é preciso ter conhecimentos aprofundados de matemática financeira, especialmente, sobre o cálculo do payback, TIR e VPL.

Payback é o prazo médio de recuperação do investimento feito no projeto. Digamos que o investimento seja de R$ 10 mil e o prazo de 12 meses. A receita anual esperada decorrente desse projeto é de R$ 5 mil.

PAYBACK = INVESTIMENTO / RECEITA ESPERADA

PAYBACK = 2 ANOS.

Isso significa que sua empresa recuperará o investimento inicial em 2 anos. Fazendo esse cálculo para todos os projetos do seu portfólio, é possível saber qual trará resultados no menor espaço de tempo e com maior rentabilidade.

O cálculo do VPL (Valor Presente Líquido) também pode auxiliar na priorização de projetos. Digamos que você esteja implementando um novo software de gestão na empresa e que a expectativa é que ele gere uma receita progressiva de R$ 500 por mês. Assim você terá:

Mês 1: R$ 500;

Mês 2: R$ 1.000;

Mês 3: R$ 1.500 e assim por diante.

Calcular o VPL significa trazer esses valores para o momento atual. Para quem não é expert em logarítmos, o melhor é usar uma calculadora financeira para realizar essa conta. Se o resultado for maior que zero, projeto viável. Menor que zero, projeto inviável.

Finalmente, você pode calcular a TIR (Taxa Interna de Retorno), que consiste em calcular o valor dos juros que anulariam o VPL. Mais uma vez, a calculadora financeira é a sua melhor opção.

A lógica é comparar a taxa de remuneração do mercado caso você pegasse o dinheiro do projeto e fizesse um investimento financeiro com o potencial de retorno que o projeto tem para a empresa.

Se o projeto remunerar o capital com um valor acima dos investimentos financeiros disponíveis no mercado, melhor executar o projeto. Se o valor for menor, melhor deixar o seu dinheiro rentabilizando no banco.

Você usa outras estratégias para priorizar projetos na sua empresa? Conte pra gente!

Solicite uma apresentação

Comentários

  • Nenhum comentário foi encontrado

Deixe seus comentários

Preencha com seus dados para comentar:

0 / 300 Restrição de caracteres
Seu texto deve ser inferior a 300 caracteres